sexta-feira, 16 de junho de 2017

É tempo de buscar ao Senhor.

“Então, eu disse: semeai para vós outros em justiça, ceifai segundo a misericórdia; arai o campo de pousio; porque é tempo de buscar ao Senhor, até que ele venha, e chova a justiça sobre vós.”
Oseias 10:12

    Entendo que precisamos de sensibilidade a voz do Espírito Santo para entendermos os propósitos de Deus. Sensibilidade não é algo fácil de se adquirir. Por exemplo, com a modernidade, temos acesso a todos os tipos de conteúdos e podemos mergulhar na área que desejarmos, no entanto, por que não optar pelas coisas do alto, como diria Paulo em Colossenses 3:2?

    Sensibilidade está além de lágrimas derramadas e canções entoadas enquanto sorrimos. Para sermos cristãos receptivos a voz de Jesus é necessário busca, empenho e, principalmente, perseverança. Existirão momentos difíceis onde não teremos coragem de lutar a batalha do dia e seguir em frente com a leitura bíblica e a conversa com o Melhor Amigo. Sim, podemos chamá-lo de Melhor Amigo. Cristo é Senhor e Mestre, contudo, declarou em João 15:15: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado  a conhecer”. Deseje conhecer os planos de Deus e Sua voz. Seja íntimo de Jesus. Certa vez, ouvi o Victor Azevedo dizer, em um de seus vídeos, que o que aparece no público é fruto do secreto. Tenhamos comunhão com o Pai.

    Bom, após essa introdução sobre sensibilidade, desejo compartilhar algo que li na Palavra do Senhor e que confrontou-me outra vez. Irei me restringir apenas ao final do versículo que lemos. - A maioria das pessoas está preocupada com seus empregos, estudos e realizações pessoais, todavia, alguns apelam para o extremismo religioso onde foca-se na Obra enquanto o Arquiteto é esquecido. Poderá surgir o seguinte questionamento em sua mente: “Como é possível alguém estar fazendo a Obra de Deus e esquecer-se de Deus?”, no entanto, digo-te que, sim, é possível. Um dos maiores perigos é envolvermo-nos com os trabalhos dentro e fora da congregação e esquecermos de separarmos tempo no secreto para conversar com o Criador e conhecermos Seu caráter e, então, recebermos Dele o alimento puro e saudável. Ele é o pão da vida (João 6:35).

    Em Oseias 10:12 diz que é tempo de buscar ao Senhor. Temos uma espécie de “tabelinha” de todos os nossos compromissos. Copiosamente realizamos todas as tarefas diárias, entretanto, em diversas ocasiões, deixamos que a frieza espiritual nos alcance apagando, assim, o fogo do amor. O Espírito Santo me lembra de Oseias 6:4 onde está escrito: “Que te farei, ó Efraim? Que te farei, ó Judá? Porque o vosso amor é como a nuvem da manhã e como o orvalho  da madrugada, que cedo passa?”. Como disse em “Inconstância”, não podemos perder o fogo do primeiro amor e vivermos um sentimento passageiro como a nuvem da manhã e o orvalho da madrugada. É TEMPO DE BUSCAR AO SENHOR. Isaías 55:6: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”.

    “Até que ele venha”, é a frase seguinte. Há pouco mais de dois mil anos é pregada a volta de Jesus, a segunda vinda do Filho de Deus. Sabemos que irá se cumprir, pois Ele é fiel em Suas palavras, no entanto, vivemos a maior parte do tempo esquecidos, adormecidos em nossos prazeres terrenos e alegrias passageiras. A Bíblia diz “até que ele venha”, e não “quando você desejar”. Talvez você já esteja enfadado de tantos assuntos como este ou de palavras ditas por servos de Deus a respeito do cumprimeiro da promessa de Jesus, porém, digo que está escrito assim na segunda carta do apóstolo Pedro (3:1-4): “Amados, esta é, agora, a segunda epístola que vos escrevo; em ambas, procuro despertar com lembranças a vossa mente esclarecida, para que vos recordeis das palavras que, anteriormente, foram ditas pelos santos profetas, bem como do mandamento do Senhor e Salvador, ensinado pelos vossos apóstolos, tendo em conta, antes de tudo, que, nos últimos dias, virão escarnecedores com os seus escárnios, andando segundo as próprias paixões e dizendo: Onde está a promessa da sua vida? Porque, desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação”. Pedro não apontou apenas o que fazem os escarnecedores, contudo, explicou-nos mais uma vez o imenso amor, graça e misericórdia do Eterno Deus. “Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.” - 2 Pedro 3:9

    Não sabemos o dia em que o Senhor virá, temos apenas a certeza de que se cumpirá a promessa e, por isso, devemos estar sensíveis a voz do Espírito Santo,  buscando-o em todo o tempo, pois devemos nos empenhar para sermos achados por Ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis (2 Pedro 3:14) pois virá, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas (2 Pedro 3:10).

    “Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória. E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.” - Mateus 24:29:31

    É tempo de buscar ao Senhor, até que Ele venha, “porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem” (Mateus 24:27).

    Deus te abençoe.
    Jesus te ama!

Nenhum comentário:

Postar um comentário